2

Artigos Granulares Ou De Um Só Tópico

Um tópico por artigo - Neste tutorial já falei sobre como escolher um tópico para o teu blog, mas outra estratégia que muitos dos blogs de sucesso usam, é adicionarem ao facto de terem um nicho bem definido, a criação de artigos altamente direcionados a um único tema.

Isto é algo que parece lógico e natural e que a maioria dos bloggers faz - mas ocasionalmente, deparo-me com alguns artigos de blog que parecem querer responder a todas as dúvidas da humanidade num só artigo.

O resultado pode ser um artigo longo, disperso e desconexo que na realidade não acrescenta nada ao tema que está a ser falado.

​Em vez de sentires a necessidade de colocar tudo num só artigo - uma estratégia que usalmente funciona melhor, é tentares ser mais granular na maneira como públicas (ou seja, divide a coisa em pequenos grãos).

​Ao fazeres isso, vais ficar com um blog que visualmente se parece com o seguinte:

Nicho do blog – o teu blog tem um nicho ou um foco - algo que já foi falado extensivamente aqui.

Categorias - Dentro do teu nicho tens categorias que dividem o teu tópico global em partes mais pequenas (aqui no Academia de Bloggers, tenho uma categoria para tutoriais, promoção de blog, criação de conteúdo... ). Essas categorias são importantes por diversas razões:

  • Legibilidade – Alguns dos teus leitores poderão não estar interessados em ler tudo o que escreves sobre o teu nicho em geral. O seu interesse pode apenas resumir-se a uma parte do tópico (uma ou duas categorias). Ao criares páginas de categorias, é como se estivesses a criar um mini-blog dentro do teu blog, o que pode ajudar os teus leitores a encontrar e a seguir apenas os elementos do tópico em que eles estão interessados.
  • SEO – Os motores de pesquisa gostam da informação agrupada e ligada a outra informação do mesmo género. Esta é uma das razões porque os blogs de nicho se dão muito bem nos motores de pesquisa. Se repararem, as páginas de categorias costumam estar bem posicionadas nos motores de pesquisa. Além disso, as categorias também ajudam os bots dos motores de pesquisa que vêm explorar o teu site, a saberem por onde devem andar (muito importante para teres todo o teu site indexado).

Artigos – As tuas categorias são depois divididas em artigos. Cada artigo vai apenas abranger um elemento da categoria (a não ser que as tuas categorias sejam muito pequenas) e não todo o assunto a que se refere a categoria. Focar estratégicamente os teus artigos nos diferentes elementos da tua categoria, vai ajudar-te a ter uma estrutura muito completa do teu tópico.

Esta estrutura é muito similar há estrutura de um livro. O livro tem um tópico geral, capítulos e secções.

Nota: Atenção que o diagrama apresentado acima, não se aplica a todos os blogs. Existem por exemplo blogs que têm um nível intermédio de sub-categorias (especialmente os blogs com nichos muito abrangentes e complexos) e ainda casos de blogs que atribuem artigos a múltiplas categorias.

Benefícios dos Artigos Granulares

  • Facilidade de Leitura - No artigo qual o tamanho ideal de um artigo de blog, falei sobre o facto de as pessoas não permanecerem muito tempo nos sites que visitam e de terem períodos de atenção curtos. Os artigos granulares ajudam a melhorar essas situações, pois são mais curtos, incisivos e diretos ao assunto.
  • SEO - Páginas com um único tópico, ajudam os motores de pesquisa a entender facilmente qual o assunto do teu artigo. Isto faz com que os motores de pesquisa consigam posicionar-te corretamente para o tópico que estás a escrever.
  • Relevância contextual para anúncios - Falar de um único tópico num artigo, ajuda as plataformas de anúncios contextuais - como o adsense - a perceber sobre aquilo que estás a escrever e a mostar anúncios relevantes para esse tópico.
  • Facilidade de escrita - Este ponto é mais um preferência pessoal do que outra coisa qualquer - para mim, torna-se mais fácil concentrar-me num único tópico de cada vez - sou bastante mais produtivo dessa maneira.

Artigos granulares não significa o mesmo que artigos curtos

Uma das críticas a que tenho assistido sobre os artigos granulares é de que, algumas pessoas preferem artigos longos.

Eu discordo que um artigo granular necessite de ser curto. Alguns dos meus artigos mais populares são muito focados num único tópico, mas são bastante longos. Por exemplo, o meu artigo sobre A Escolha de Uma Plataforma de Blog é um dos maiores artigos que escrevi - mas é totalmente focado num único tópico. Eu podia ter escolhido parti-lo em várias partes - mas na altura pareceu-me que funcionava melhor num único bloco.

Estilos diferentes para diferentes pessoas

Existem alguns bloggers que dizem que artigos granulares não se encaixam no seu estilo. A minha reação é a seguinte - 'estilos diferentes para diferentes pessoas'.

Cada blog necessita de encontrar o seu próprio estilo e, tenho a certeza que existem muitos bloggers que não usam artigos granulares e que mesmo assim têm excelentes blogs - No entanto, continuo a pensar que na maioria dos casos uma abordagem mais granular funciona melhor.

Se escolheres por avançar por um caminho 'anti-granular', recomendo que não o faças para todos os artigos, pois existe um grande probabilidade de vires a frustar a tua audiência.

Séries de Artigos

Uma opção para aqueles bloggers que têm dificuldade em escrever num estilo mais granular, é tentar partir os seus artigos mais gerais e longos em séries de artigos.

Na realidade é isso que eu estou a fazer nesta série de artigos sobre o tópico geral 'Como Blogar Para Principiantes'. Inicialmente tive a ideia de escrever um artigo sobre este tópico, mas descobri às minhas custas, que iria ficar um artigo demasiado longo e disperso, o qual ia ser difícil de ler de uma só vez.

Nuno Cabral
 

É um estudioso dos mundo dos blogs e dos negócios digitais e tem a ambição de um dia conseguir viver unica e exclusivamento dos rendimentos obtidos nos seus negócios online. Sabe mais...

  • Telmo S. R.

    Mais uma vez, um artigo muito bem sistematizado, que nos poupa tempo a refletir neste tema. E tópicos duradouros? Ou seja, faz-se render ou estrutura-se à partida para uma duração longa? Existe alguma distribuição dos tópicos por quadrantes (ex. interesse vs retorno)? Obr. Telmo.

    • Olá Telmo,
      obrigado por comentares.

      Eu sou a favor de tópicos “evergreen”, ou seja escrever artigos que perdurem no tempo. Normalmente tento estruturar o meu conteúdo dessa maneira.

      É claro que vivemos num mundo em que tudo está em constante evolução e muda rapidamente. O que hoje é verdade, amanhã pode já não ser.

      Por exemplo, se tivermos num nicho de tecnologia é complicado escrever conteúdo para uma duração longa.

      Temos que tentar balancear entre interesse vs retorno vs longa duração. Há tópicos que têm que ser escritos num determinado momento senão deixam de fazer sentido. Não existe nunhuma regra e tudo depende do “feeling” da pessoa que está a escrever

      abraço